sábado, 1 de agosto de 2009

Mau Feitio

Gosto de pessoas com mau feitio. Dessas que nos olham nos olhos e nos dizem o que verdadeiramente pensam e sentem.
Cansam-me as palavras diplomáticas, os sorrisos feitos de plástico e as atitudes de circunstância que nos obrigam a tentar descobrir o seu real significado.
Não me assustam as discussões, com lágrimas à mistura, em que nada fica por dizer.
Sei que normalmente quem tem mau feitio também tem mais afecto para dar. E, por não ter medo de dizer, também não se sente fraco ao perdoar.
Aprendi a sorrir sem ter vontade, a fingir a simpatia que não sinto e a demonstrar interesse por assuntos que me são indiferentes. Mas a verdade é que estou cansada do papel de actriz, nesta peça de teatro que vou escrevendo diariamente.

E, nesta solidão partilhada em que transformei a minha vida, sinto falta da sinceridade mesmo que isso implique, de vez em quando, uma discussão genuína, dessas que terminam com um forte abraço quando não resta mais nada para dizer ou perdoar.

Hoje, apeteceu-me reler Vinicius de Moraes e com ele dizer:
“Procura-se um amigo!
Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.
Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.
Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.
Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.”

21 comentários:

acutilante - frank verlag disse...

Todos nós somos actores e todos nós tb desempenhamos o "nosso papel" no palco da vida.
Podemos tentar alterar o "guião". Pois...

A Palavra Mágica disse...

Cristina,

Conheço uma frase que diz:

"Amigo não é aquele que fala o que você quer ouvir, mas aquele que fala o que você PRECISA ouvir".

Um beijo, amiga!
Alcides

CrisTina disse...

Frank, por vezes tentamos alterar o guião mas depois percebemos que se o fizermos ficaremos sós! Não é fácil.
Obrigada pela tua visita que é sempre especial...
Bjo

CrisTina disse...

Alcides,
Não tenho andado com vontade de escrever... Foi o beijo que me deixaste no post anterior que me trouxe de volta.
Obrigada amigo!

Renascido disse...

Tina,

Sei do que falas e atrevo-me a adivinhar de quem.
A cobardia tem destas coisas. Trata-se de gente pequenina a quem a tua inteligência assusta.
És linda amiga. Tu és genuína e apesar de tentarem não conseguem destruir essa tua faceta.
És das mulheres mais bonitas que conheço, e não o digo apenas por seres loura e teres esse corpinho e ar de miúda....
Não precisas de fazer teatro. Basta apenas seres quem e como és.
Quando quiseres discutir, vamos a isso.
Até tenho mau feitio!

Rodrigo

lobices disse...

...gostei do que li

*flor* disse...

Também gosto de pessoas com um mau feitio desses!

=)

"Um amigo não te defende e elogia com a mentira. (confronta-te) com a verdade por muito que esta te fira."


beijinho*

A Palavra Mágica disse...

Cristina,

Então te mando mais mil beijos para que escrevas mil e uma vezes.

Foste uma das primeiras a acompanhar o Abismo Noturno e te leio desde há muito tempo. Sempre passo por aqui e não gosto quando vejo silêncios.

"É só o tempo que cura a dor
E faz o sol sair de novo" (Supertramp)

Outro beijo!
Alcides

Patrícia disse...

falo por mim e pelos que tentamos não calar...
Isto da sinceridade às vezes também magoa..

CrisTina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CrisTina disse...

Rodrigo,
Obrigada pela força e pelo apoio.
Estás sempre lá!
Bjo

CrisTina disse...

Lobices,

Obrigada pela visita. Volta sempre.

CrisTina disse...

Flor,

Mais grave é nem sequer dizer, e fingir que está tudo bem...
Bjinho

CrisTina disse...

Patricia,

A verdade é a verdade!
E acredita que dói muito mais a mentira travestida de verdade.
Obrigada pela visita.
Gostei muito do teu blog.

CrisTina disse...

Alcides,

Obrigada pelos raios de Sol que vais lançando nesta direcção...

'C. disse...

Isto sim, está lindo... e tens TODA A RAZÃO :)

Obrigada

P-S disse...

Subescrevo o que aqui dizes! Tambem eu tenho mau feitio e tambem prefiro quem o tem (vá-se la saber porque)
Excelente texto que escolheste!

Paulo

Isa disse...

Obrigado...

Um beijo

Isa

A Palavra Mágica disse...

Cristina,

Passo para te deixar mais um beijo e desejar PAZ E BEM.

Alcides

Ademerson Novais disse...

Nossa ler vinicius sempre me enche os olhos de lagrimas.....hoje posso falar que tenho poucos amigos...mais estes poucos são tão importantes para mim que consigo saber distinguir seus passos de longe....é muito bom ser rodeado de pessoas...mais mais maravilhoso e mais milagroso ainda...e ter um amigo por perto....sempre...


Ademerson Novais de Andrade

A Palavra Mágica disse...

Cristina,

Aqui é Primavera.

Passo para lhe deixar flores.

Beijos!
Alcides