quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Desilusão



Hoje, rasguei-te as vestes tecidas pela minha fantasia e vi-te tal qual como és, no pedestal de orgulho em que te colocas, na arrogância que ostentas, na vitimização com que te escudas.
Hoje, estive frente a frente com a velhice mental das ideias e preconceitos que te habitam, disfarces perfeitos para a cobardia que pretendes oculta.
Hoje, percebi que foste apenas uma ilusão, alimentada por sonhos deliberadamente prolongados pelo meu inconsciente, com a insensatez de quem se recusa a acreditar no óbvio.
Hoje, sei o quão ocas e estéreis foram as palavras apaixonadas das quais apenas resta o eco de promessas logo moribundas ao nascerem.
Hoje, soube que no conforto da tua insensibilidade nem sequer tentaste ler-me ou penetrar na minha alma que, um dia, sonhou fundir-se com a tua.
Hoje, do fogo restam cinzas e na memória fica apenas o retrato do mais perfeito egoísmo que se pode contemplar.
Hoje, sei que o que nos separa não é a vida. És tu!

8 comentários:

Renascido disse...

Quantas vezes nos desiludem aqueles em que acreditamos? A vida é mesmo assim feita de pequenas grandes lições.

acutilante - frank verlag disse...

O "reconhecer" a realidade por mais dura que seja, traz (quase)sempre dor, mas traz sempre paz.

CrisTina disse...

É verdade Renascido na desilusão há seguramente uma lição a aprender.

CrisTina disse...

Palavras sábias Frank! Que a paz se instale para ficar sem dar lugar à mágoa...

Wilke disse...

Estou numa fase na minha vida na qual este texto se identifica muito comigo...

Boa expressividade =)

mar disse...

poderia falar de desilusão mas prefiro falar do que podemos tirar das desilusões, sobretudo são ensinamentos. razões de se estar vivo. se sofres estás vivo mas se és feliz podes estar apenas a sonhar, podes estar morto, seres um morto com bons sonhos.
não é?

um beijo
deste
mar.

Luís Filipe C.T.Coutinho disse...

a desilusão mostra-se sempre com o seu sorriso mais triste...


beijos

Esquissos disse...

Chega a ser frustrante quando pensamos que conhecemos uma pessoa e no final descobrimos que tal não é verdade! Tantas são as pessoas que se escondem por trás de uma máscara protectora, como forma de defesa, para depois, no momento correcto, a deixarem cair e revelarem o que são realmente!

O teu texto reflecte isto na perfeição! Muito bom!

Draco